Arquivos de Categoria: Geral

FSDB destaque nacional na Semana Global do Empreendedorismo 2012

Logo-Semana-2

A Semana Global do Empreendedorismo 2012 foi finalizada com efeito positivo, no Brasil foram mais 3850 atividades, 2 milhões de participantes divididos em 25 estados incluindo o Distrito Federal, houve um aumento significativo comparando 2011 / 2012 que chega a mais de 30%  entre participantes e as atividades realizadas.

O estado do Amazonas ficou em 4° lugar em números de atividades, 3° lugar em participantes. Resumidamente  foram: 317 atividades, 32 parceiros, 71,908 participantes e  10 cidades no estado do Amazonas.

A FSDB – Faculdade Salesiana Dom Bosco ficou em 2° lugar relacionado a quantidade Parceiros/ Atividades ficando atrás somente do SEBRAE AM.

Parabéns aos alunos da FSDB, aos professores,  em destaque Prof. Eliana Veras e Vice Diretora Isabel Cristina pelo empenho e dedicação.

Em anexo Apresentação dos resultados.

SGE2012-Resultados_amazonas

Parabéns FSDB.

Linconl Lucena

Administrador – Consultor Staff Junior.

Anúncios

Obrigado a todos 20.000 acessos

Outra situação a comemorar são os 20.000 acessos ao Site da Staff Junior, obrigado mais uma vez a todos os visitantes.

Como novidade teremos novo visual do site.

Aguarde!!

 

20.000 acessos

 

Staff Junior

Selo 03 Estrelas – Curso Administração e Pedagogia – Faculdade Salesiana Dom Bosco – Guia do Estudante

 

Pelo terceiro ano seguido o Curso de Administração recebe o selo relacionado a Avaliação realizada pela comissão julgadora da Revista Guia do estudante (Editora Abril)

Oportunidades de ouro para os pequenos negócios – Copa 2014

A Copa e as Olimpíadas são oportunidades de ouro para os pequenos negócios, mas é preciso se preparar com muita inovação e criatividade para continuar ganhando depois do apito final.

O que um vendedor de peixe tem a ver com a Copa do Mundo de Futebol que o Brasil vai sediar daqui a dois anos? Há pouco tempo, o mineiro Francisco Batista de Melo, proprietário de uma banca de pescados na tradicional Feira dos Produtores, em Belo Horizonte, achava que ele seria apenas um torcedor brasileiro de olho no hexacampeonato. Hoje, ele já se vê como um empreendedor diante de uma oportunidade que pode impulsionar seus negócios – e não só durante os 30 dias em que acontecerão os jogos, mas também antes e, principalmente, depois do evento.

Francisco aprendeu a vender seu peixe – mais do que no sentido literal. Ele é um dos participantes do Programa Sebrae 2014, criado para estimular os micro e pequenos empresários e os empreendedores individuais a aproveitar o aumento da demanda por produtos e serviços que a Copa do Mundo vai gerar nas 12 cidades-sede do evento. A proposta do programa do Sebrae está conectada a um dos legados esperados pelo País em relação aos megaeventos esportivos que o Brasil receberá nos próximos anos: negócios mais competitivos, inovadores, criativos e, claro, mais rentáveis.

A oportunidade não deve ser subestimada. “Não podemos achar que todos os nossos problemas serão resolvidos com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, mas pode ter certeza que teremos muitos avanços. E a qualidade dos serviços, especialmente no segmento de turismo, é uma delas”, acredita Jeanine Pires, presidente do Conselho de Turismo e Negócios da Fecomercio de São Paulo. “Os eventos são grandes mobilizadores de circulação de investimentos públicos e privados. Inserir as micro e pequenas empresas nestas oportunidades é o nosso desafio”, afirma Paulo Alvim, gerente da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae.

O Programa Sebrae 2014 tem mais de 2 mil empresas inscritas e a meta é chegar a 6 mil. “Queremos que as MPEs participem, no mínimo, de 25% das oportunidades de negócios decorrentes da Copa”, conta Alvim. Em dois anos, Francisco e outros 62 colegas da Feira dos Produtores já fizeram uma série de melhorias relacionadas à infraestrutura, organização e merchandising visual das lojas. Segundo Ricardo Mageste Vieira, gerente-geral da Feira, as mudanças aumentaram o faturamento em cerca de 30%. “As reformas trouxeram outros perfis de cliente para a feira. Agora, queremos incluí-la no guia turístico oficial de Belo Horizonte”, afirma o administrador.

Gestor do projeto pelo Sebrae, Aristides Rocha Araújo explica que a Feira dos Produtores está localizada numa área estratégica para a Copa de 2014. A região receberá um centro de eventos e até o Mundial deverá se firmar como o terceiro polo hoteleiro da cidade. Além disso, o centro comercial está situado num corredor para o aeroporto de Confins. Francisco espera receber muitos turistas em sua peixaria durante a Copa, mas sabe que é preciso focar os resultados no pré e pós-evento. “Aprendi em uma missão empresarial que fizemos no Mercado de São Paulo que turista não é só aquele que vem de fora, mas também os moradores que vêm dos bairros vizinhos.”

Leve à prorrogação

Esta é uma mensagem que o Sebrae ressalta aos empreendedores. “A Copa é só um chamariz que pode potencializar os investimentos. A maior preocupação deve ser com a sustentabilidade econômica dos negócios e a melhoria dos serviços e produtos para os clientes”, explica Araújo. Em Pernambuco, os artesãos que participam do Programa Sebrae 2014 também estão se preparando para prorrogar os efeitos positivos do mundial de futebol. “O que nós recomendamos é que eles aproveitem a consultoria do Sebrae para resolver suas deficiências. Se focarem só na Copa, teremos muita gente frustrada”, alerta Fátima Gomes, gestora do projeto de artesanato do Sebrae/PE.

Um dos maiores desafios, segundo Fátima, é melhorar as vendas do artesanato, já que a maioria dos artistas só se preocupa com a criação. Para estimular boas práticas de comercialização, o programa promove rodadas de negócios para aproximar os artesãos de hoteleiros, comerciantes, proprietários de restaurantes, arquitetos e decoradores. A proposta é inserir o artesanato pernambucano nos principais pontos de circulação de turistas, potencializando as vendas. “Além disso, incentivamos o desenvolvimento de um artesanato com referência cultural, mas que ao mesmo tempo trabalhe a inovação”, destaca a consultora do Sebrae.

A artesã Tita Araújo é uma das participantes do Sebrae 2014 que tem investido em uma proposta inovadora. “Tenho um estilo próprio de envelhecimento de objetos com aplicação de flores que eu mesma desenvolvi há seis anos. E o melhor de tudo é que a técnica pode ser aplicada em diferentes superfícies. Inclusive, nesse momento estou decorando a parede de um restaurante”, afirma Tita. Para ela, a Copa do Mundo será uma grande vitrine. “Além de artesã, sou empreendedora e não fico parada esperando as coisas acontecerem. Já participei de feiras internacionais na Itália e no Panamá e trabalho para colocar minha arte em destaque.”

Números da Copa
R$ 183 bilhões é o valor que a Copa 2014 deve somar ao PIB brasileiro até o ano de 2019
R$ 135,7 bilhões é o que se espera que o evento injete na economia brasileira
R$ 33,1 bilhões é o investimento anunciado em infraestrutura para o Mundial
3,7 milhões de turistas são esperados para a Copa 2014, dos quais 600 mil estrangeiros

Fonte: http://www.sebrae2014.com.br

III Congresso de Educação da FSDB

Bel Pesce: a fórmula para a criação de produtos inovadores

Criar soluções e tecnologias verdadeiramente inovadoras, capazes de impactar a vida das pessoas, não é algo tão difícil quando quem está falando é a empreendedora Bel Pesce. A brasileira, cuja trajetória foi narrada no livro A Menina do Vale, foi a palestrante mais esperada da Campus Party Recife. O evento aconteceu entre os dias 26 e 29 de julho.


A sua história já inspirava centenas de jovens empreendedores que estavam presentes, e a sua apresentação não ficou devendo nem um pouco. Ela relatou que, com apenas 19 anos, fez parte de um grupo de trabalho no MIT que conseguiu levar celulares de baixo custo a zonas rurais em Moçambique, na África. “Seis anos atrás não havia nenhuma cobertura de celular por lá, por três razões principais: muitas pessoas eram pobres, não tinha eletricidade e a densidade populacional era muito baixa para as operadoras implantarem antenas”, falou.

Como resolver esse problema? Através de três etapas necessárias a qualquer produto ou empreendimento de sucesso, uma das quais já havia sido superada: encontrar uma necessidade, entender porque ela existe e, a partir disso, tentar elaborar uma solução de forma criativa.

“Nós fizemos um telefone que custava menos de cinco dólares para fabricar. Para driblar o problema da energia elétrica, colocamos pequenos painéis solares para recarregar a bateria”, explica. Mas, de acordo com Pesce, a solução mais criativa foi adotada para eliminar o problema da falta de antenas das operadoras nas zonas rurais.

“O telefone funcionava como um walkie talkie, então se eu estivesse a dez quilômetros de outro usuário, eu conseguia falar de graça. Mas a grande sacada era: se um terceiro usuário estivesse a mais dez quilômetros do segundo, eu ainda conseguiria falar com ele pelo telefone do segundo. Cada telefone funcionava como uma mini-antena que repetia o sinal”, relatou a empreendedora.

A parte concernente à tecnologia estava, então, superada. Restava agora a parte que ela considerou realmente complicada, que foi encontrar parceiros interessados no projeto, convencer o governo do que pôr celulares nas zonas rurais era uma boa ideia e encontrar uma boa maneira de realizar a distribuição. “Tivemos uma dificuldade intensa, as operadoras não queriam dar telefones de graça para os moradores”, conta. “Eu nunca vi nenhuma ideia dar errado por causa da tecnologia”.

No final, o projeto deu certo, e os telefones foram produzidos durante dois anos. Está aí a fórmula para os empreendedores criarem produtos que realmente melhorem a vida das pessoas; o resto é trabalho.

 

Quer conhecer mais sobre Bel Pesce acesse o blog: http://www.belpesce.com/pt/

 

Fonte: Administradore.com.br

 

Staff Junior
http://www.staffjunior.com

Matricule-se já e Ganhe Descontos especiais.

Sentir falta de reconhecimento profissional pode ser sinal de imaturidade

Não espere pelo reconhecimento


Além do assédio moral, há muitos que reclamam que não são suficientemente reconhecidos por seus líderes. Ou seja, apesar de serem dedicados e de fazer um bom trabalho, seus chefes nunca parabenizam seu trabalho. Segundo a consultora, isso é um defeito profissional.

“Querer reconhecimento é problema de maturidade profissional. Não podemos trabalhar esperando isso. Essa é uma postura de pessoa imatura”, avalia Meiry. Na prática, se você está frustrado, desanimado ou insatisfeito porque seu chefe não fica elogiando seu trabalho o tempo topo, o problema é você e não ele.

Essa necessidade constante de reconhecimento não é comportamento de profissional. A pessoa madura tem autonomia e capacidade suficiente para saber quando fez um bom trabalho e quando não fez. Se o chefe elogiar, será um bônus, mas viver em função disso, é um erro.

Na prática, se você é o tipo de pessoa que reclama constantemente da sua empresa pois não recebe elogios suficientes, vale a pena repensar sua postura. A função do chefe é dar feedback, ou seja, ajudar a equipe a se desenvolver, pontuando os erros e mostrando o caminho certo e não ficar agradando.

Vestibular 2012 – FSDB

Programação VIII – Jamad – FSDB

EDITAL N° 001/2012 – ELEIÇÃO DIRETORIA EXECUTIVA

EDITAL N° 001/2012 – ELEIÇÃO DIRETORIA EXECUTIVA

DO OBJETO DO EDITAL

A Staff Júnior, Empresa Júnior da Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), portadora do CNPJ 12.506.601/0001-50, torna público para conhecimento dos interessados que, em observância do Estatuto vigente, dia 30.05.12, quarta-feira, de 17:00 às 21:30h, na sede da Staff Júnior, situada à Av. Epaminondas, 57, Centro, térreo, Manaus, Amazonas, realizar-se-á eleição para a nova Diretoria Executiva da Staff Júnior.

DA COMPOSIÇÃO DA DIRETORIA

A Diretoria Executiva é composta pelos cargos de:

a)    Diretor Presidente;

b)    Vice-Presidente;

c)    Diretor Secretário;

d)    Diretor Financeiro;

e)    Diretor Administrativo e seus respectivos suplentes.

DAS CHAPAS

            A eleição será aberta a todos os acadêmicos regularmente matriculados, devendo sua propositura ocorrer em forma de chapas que atendam aos requisitos elencados:

 

  1. Todos devem ser acadêmicos regularmente matriculados na FSDB. Necessário apresentar documento comprobatório expedido pela própria Instituição;
  2. Pertencer a uma Chapa previamente inscrita e aprovada pela Coordenação da Staff Júnior até 16.05.2012. No ato da inscrição da chapa deverão ser entregues: a) Declaração comprobatória do vínculo institucional (conforme moldes do item 1 supracitado); b) Fotocópias de RG, CPF, Título de eleitor e comprovante de residência; c) Indicação a qual cargo pretende concorrer cada acadêmico inscrito, assim como seus respectivos suplentes, devendo estes últimos também apresentar a documentação supracitada. O resultado com a aprovação das chapas concorrentes será divulgado dia 18.05.12, sexta-feira, no sítio www.staffjunior.com, portal universitário www.fsdb.edub.br e nos murais da FSDB.
  3. Ter disponibilidade para trabalhar voluntariamente em ações de cunho pedagógico, técnico, social, cultural e ambiental;
  4. Ter interesse em se desenvolver técnica e profissionalmente;
  5. Ter consciência de que o trabalho não é remunerado e orientado por discentes, embasado nos preceitos legais sob a égide da Lei do Voluntariado, nº 9.608, de 18/02/98;

DO MANDATO

O mandato da Diretoria Executiva corresponde a um ano letivo a contar da data de sua posse, podendo ser prorrogado por mais um ano letivo mediante nova eleição e, dependendo, do período do curso da graduação em que cada membro diretor estiver cursando.

Cada acadêmico Diretor e suplente terá direito, ao final de seu mandato, à certificação de 40 (quarenta) horas de atividades complementares, desde que tenha cumprido efetivamente essas horas na função.

DA ELEIÇÃO

A eleição ocorrerá em escrutínio secreto, através da votação em cédula de papel-padrão, confeccionado pela Staff Júnior.

Só poderão concorrer as chapas que tiverem suas inscrições aprovadas pela coordenação da Staff Júnior e Vice Diretoria Acadêmica.

Alunos de todos os períodos e cursos têm direito a um único voto, devendo assinar seu nome em lista oficial expedida pela Instituição.

O pleito e sua apuração poderão ser acompanhados por um representante de cada chapa, indicado para a Coordenação da Staff Júnior até dia 29.05.12. Caso perca este prazo, tacitamente a chapa concorrente abdica de tal direito, ficando a Staff Junior desobrigada em aceitar tal representação.

 

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS

O resultado da eleição será divulgado oficialmente dia 31.05.12, sexta-feira, no sítio www.staffjunior.com, portal universitário www.fsdb.edub.br e nos murais da FSDB.

 

DA POSSE

A posse da chapa vencedora ocorrerá dia 06.06.12, em cerimônia oficial na sede da Staff Júnior, outrora qualificada. A presença dos diretores e suplentes é obrigatória para assinatura dos documentos.

DAS DECISÕES IMPREVISTAS

Fica manifesto que as questões não tratadas neste edital ficam sob a responsabilidade decisorial da Coordenação da Staff Júnior e Vice Diretoria Acadêmica, obedecidos os preceitos legais e costumes vigentes.

 

Coordenação da Staff Júnior

 

Manaus-AM, 18 de abril de 2012.

Acesso às redes sociais dentro das corporações: proibir ou liberar?

Na recente história de uso de redes sociais, o Brasil desponta como campeã de usuários. Como exemplo, já somamos 37 milhões no Facebook, segundo divulgação da própria empresa. Dados do Ibope Nielsen Online, ao citar redes sociais, apontou que 77,8 milhões de brasileiros estavam conectados no 2º trimestre de 2011, mantendo cada um a média de sete horas e 14 minutos de conexão por mês. Obviamente que estes acessos são realizados de diferentes ambientes – em casa, no trabalho, na escola, na lan house –, e podem estar ligados a questões de estudo, trabalho ou mesmo de entretenimento.

Quando este acesso é realizado dentro das corporações, em período comercial, uma questão polêmica é levantada. As empresas devem liberar ou coibir o uso da Internet e das redes sociais aos funcionários? E quando a própria empresa faz parte das redes sociais, como proceder para que haja interação de seus funcionários com o conteúdo postado, sem perda de produtividade nas rotinas do trabalho?

O tema é tão complexo que a KPMG realizou uma pesquisa mundial sobre o comportamento das empresas nas redes sociais. O estudo denominado How businesses are making the most of social media” demonstrou que participar deredes sociais tornou-se imperativo do negócio, visto que mais de 70% das organizações são ativas nestes canais, mas, ainda estão descobrindo os benefícios e riscos que esta participação pode trazer.

A maioria destas empresas usa as mídias sociais para melhorar relacionamento com clientes, para apontar inovação em seus produtos e serviços, assim como para  recrutamento. Considerando que o acesso irrestrito aos funcionários pode trazer queda do rendimento do trabalho diário e dispersão das atividades, entre outras questões como maior vulnerabilidade nos processos de segurança da informação, as empresas têm proibido funcionários até mesmo de navegar pela Internet, quanto mais o acesso às redes sociais.

Mas esta restrição pode não ser o remédio para evitar riscos. Isso porque os funcionários impedidos de usar as mídias sociais buscam o acesso de qualquer maneira, usando telefones móveis ou a própria tecnologia do trabalho, por métodos menos seguros. Se por um lado proibir o acesso à Web ou às redes sociais evita a dispersão da atenção dos funcionários, por outro lado esta atitude coloca estes funcionários a parte da realidade mundial, que está baseada na conexão das pessoas com os acontecimentos em tempo real e também tornando-as integradas aos processos de relacionamento em rede por meio de mídias eletrônicas.

A possibilidade de funcionários navegarem pela Internet e terem momentos de compartilhamento com amigos nas redes sociais também pode ser vista pelas corporações como uma forma de descontração, o que pode trazer benefícios ao processo de trabalho. São momentos que podem levar o colaborador a “turbinar” sua mente e ter “insights” interessantes para as rotinas de suas atividades.

Uma alternativa que o mercado oferece ao universo corporativo, neste contexto,  é a adoção de plataformas que permitem a personalização de seus sistemas, dando acesso à Web conforme a necessidade de cada funcionário e departamento. Ou, apenas considerando a necessidade do funcionário de se informar, buscar entretenimento ou maior relacionamento pessoal e profissional pelas redes sociais. Estes são softwares de gerenciamento de acesso à Internet e garantem às empresas o controle de acessos de forma flexível e eficaz.

Utilizar um software de gerenciamento para liberar o acesso, a partir de características específicas como tempo de uso, por exemplo, somada às políticas de uso que as empresas podem estipular e implantar, já são controles que auxiliam corporações a dar início e incentivo à cultura ideal do uso de mídias sociais por parte de seus funcionários, e assim também desenvolverão seu amadurecimento, o que não deixa de ser uma grande vantagem para aquelas empresas que buscam ascensão e resultados nas mídias sociais.

Acompanhar as tendências mundiais não significa perder o controle de seus processos nem tampouco deixar espaço para vulnerabilidades. O mercado de tecnologia está preparado para dar respaldo às empresas quando o assunto é “se atualizar”. Basta, para tanto, analisar suas necessidades e adequá-las às melhores opções ofertadas. Só não é admissível perder competitividade por estar fora do contexto corporativo e social.

*Mariano Sumrell

Faculdade Salesiana Dom Bosco – Jamad 2012 / 10 anos de FSDB

Palestra: Educar e Poupar

Dia 02/04/2012 o CIEE estará na FSDB.

Alunos, Egressos, Professores, Coordenadores e Diretores:
 
Dia 02.04.12, de 17.30 as 20.30 h, na FSDB, a Staff Junior, através do Programa Academia de Talentos e em parceria com o CIEE, fará uma ação para cadastramento de currículos de nossos acadêmicos para o banco de estágio desta instituição.

Na oportunidade, serão comunicadas as vagas disponíveis. Para participar, basta que eles tragam seus dados pessoais e profissionais (caso tenham). Nosso esforço é estimular a prática somada à teoria aprendida em sala de aula.

Contamos com o seu apoio no sentido de estimular e divulgar em sua rede de contatos.

Carreata FSDB de neutralização de carbono em parceria com Amazon SAT

Curso de Disseminadores de Educação Fiscal – Grátis

Curso é gratuito e totalmente on-line

Carga horária: 160 horas

VAGAS: 20

ESAF – Escola de Administração Fazendária

Os interessandos faça o download da FIcha de inscrição no link abaixo e enviar para o e-mail:  heliorc@hotmail.com  

Ficha_de_INSCRIÇÃO

Staff Jr.
www.stafjunior.com

Venha para Faculdade Salesiana Dom Bosco

Curso de pós-graduação em Docência Universitária

Vagas de emprego em Manaus

Empresa Junior da Faculdade Salesiana Dom Bosco, pensando em sua empregabilidade, divulga oportunidades de emprego e estágio em diversas áreas. Confira a listagem toda segunda-feira. 

Ajude-nos a divulgar, enviando aos seus contatos.

Curta também no facebook, acesse e curta nossa página: www.facebook.com/staffjr

IOF busca reduzir fluxo de capital especulativo

O Ministério da Fazenda explicou, em nota distribuída hoje, que a decisão de ampliar para cinco anos o prazo de cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6% para empréstimos externo é “mais uma medida para reforçar sua decisão de reduzir o fluxo de capital especulativo que entra no País para obter ganhos com a diferença entre os juros praticados nos países avançados e a taxa básica de juros brasileira”.

A nota destaca que, dentro desse objetivo, ampliou de três para cinco anos o prazo mínimo para cobrança de alíquota de 6% do IOF sobre empréstimos realizados no exterior por empresas e instituições financeiras. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, por meio do Decreto nº 7.698.

O Ministério da Fazenda explica que “a nova ampliação do prazo tem caráter prudencial e reforça a decisão do governo, anunciada no dia 1º de março pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, de restringir a entrada de capital estrangeiro para aplicações de curto prazo no País”. A nota lembra ainda que, na ocasião, o governo estendeu a incidência da alíquota de 6% de IOF nas liquidações de operações de câmbio de empresas e bancos que tomam empréstimos externos com prazo inferior a três anos. Até março, o prazo mínimo era de dois anos.

Fonte:  Agência Estado

Oportunidades de emprego em Manaus – 11/03/12

Clique no link abaixo para visualizar

VAGAS DE EMPREGO – DIVULGADAS EM 12_03_12

Escolha o novo Logotipo – 1 – Staff Junior

Vereador Mário Frota (PSDB) recebeu integrantes do corpo docente da Faculdade Salesiana Dom Bosco

O vereador Mário Frota (PSDB) recebeu integrantes do corpo docente da Faculdade Salesiana Dom Bosco, em seu gabinete, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta quarta-feira (29). O encontro teve como objetivo o planejamento de uma sessão alusiva aos dez anos de fundação da instituição. 
De acordo com o vereador, que é ex-estudante do Ensino Fundamental do colégio salesiano, o centro de ensino tem contribuído para a educação até mesmo no interior do Estado, por meio da ação dos padres. “Os salesianos não integram a chamada indústria do ensino, como acontece em alguns casos. O Dom Bosco trabalha uma ideologia que investe na instrução, prova disso é o número de 80% dos estudantes como bolsistas”, explicou, ao lembrar que a população da região do Alto Rio Negro também recebe as ações dos catequistas. 
Para a coordenadora do curso de administração da Faculdade, Eliana Veras, uma sessão em homenagem aos salesianos significa reconhecimento pelas conquistas obtidas em uma década. “Nosso propósito sempre foi trabalhar a educação visando o crescimento pessoal e profissional do indivíduo. Ficamos felizes em obter o terceiro lugar na avaliação do Ministério da Educação”. 
O legislativo municipal deverá realizar uma Tribuna Popular, prevista para o mês de abril. Atualmente o colégio funciona com turmas na educação infantil, ensino fundamental e médio, além dos cinco cursos do ensino superior. 

Fonte: Priscila Caldas 
Fotografia: Sérgio Oliveira

Raciocínio lógico influencia no desempenho profissional; veja como melhorar o seu

O raciocínio lógico é uma habilidade que interfere diretamente no desempenho das atividades profissionais. Independentemente da profissão  e da área em que o indivíduo atua, pensar e raciocinar de maneira crítica são competências de grande diferenciação.

De acordo com o professor da área de Lógica do Departamento de Filosofia da Unicamp (Universidade de Campinas), Marcelo Coniglio, para as pessoas em geral, o raciocínio lógico vai ser importante para identificar as propagandas enganosas, o jornalismo tendencioso e os discursos mal intencionados de políticos.

Já no exercício da profissão, seja ela qual for, será importante para identificar os truques de mercado, elaborar estratégias de captação de clientes e melhorar seu poder de argumentação e persuasão. A capacidade de raciocinar logicamente é a habilidade que vai permitir que os indivíduos consigam elaborar argumentos válidos e convincentes, importantes para convencer seus clientes, sua equipe, seu chefe e assim por diante, explica o professor.

Nesse contexto, determinadas atividades, que podem ser realizadas como lazer, poderão ser úteis para estimular e aprimorar o raciocínio lógico. Segundo o diretor do CLE (Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência) da Unicamp e autor do livro “Pensamento Crítico – O poder da lógica e da argumentação” (Walter Carnielli e Richard Epstein, Editora Rideel, 2011), Walter Carnielli, há atividades que aumentam a capacidade de atenção dos indivíduos e estimulam o raciocínio abdutivo, ou seja, aquele que permite prever e explicar situações.

Elas também podem melhorar o raciocínio inferencial – capacidade de tirar conclusões com base em situações presentes -, além de estimular a busca por hipóteses e a memória. Listamos, portanto, sete sugestões desses tipos de atividades:

1. Jogos de tabuleiro – ambos os professores concordam que os jogos de tabuleiro mais estimulantes, quando o assunto é lógica e estratégia, são o xadrez e o Go. “São jogos que estimulam o pensamento estratégico e a capacidade de prever o que o oponente pode fazer”, dizem, lembrando que há bastante conteúdo matemático nas duas opções.

2. Filmes  – os filmes também podem ser ótimos estimulantes, mas com uma ressalva de Coniglio: “é preciso fugir das coisas fáceis e mastigadas e procurar os filmes que nos fazem pensar”. Segundo o professor, isso se traduz no tipo de arte conhecida como cinema inteligente, no qual os espectadores entram em contato com enredos densos e que estimulam o pensamento.

Na prática, são filmes sem histórias óbvias e que, ao final, provocam dúvidas, questionamentos e estimulam a discussão.

3. Livros – os benefícios da leitura são inúmeros, atuando em pontos como concentração, atenção e memória. Carnielli explica que a literatura auxilia na construção de um raciocínio dedutivo, pois estimula o leitor a tirar conclusões, além de incentivar a busca por hipóteses.

Para aqueles interessados em uma leitura mais focada no assunto, há livros de enigmas, acessíveis a qualquer um, já que não são de extrema complexidade, conforme recomenda Carnielli, que contêm problemas que forçam o raciocínio lógico daqueles que tentam resolvê-los, “como os livros do lógico Raymond Smullyan, disponíveis em português”, sugere o professor. 

4. Lutas  – no mundo dos esportes, certas lutas são ótimos estimulantes. O Jiu Jitsu, por exemplo, uma das mais famosas artes marciais de origem asiática, além de ser interessante para a defesa pessoal, trabalha a concentração e habilidade de prever os movimentos do oponente. Caratê também é uma boa opção.

5. Cartas – as recomendações de jogos de cartas são o pôquer e o bridge. Nesses tipos de passatempos, a estratégia é um fator muito importante. O recurso do ‘blefe’, no caso do pôquer, permite ao jogador confundir seu oponente e, assim, lidando com a estratégia e calculando probabilidades, acontece o estimulo do raciocínio lógico.

6. Sudoku e videogames – esses tipos de jogos estimulam a memória dos indivíduos. Além disso, exigem que se estabeleçam conexões lógicas para concluir os enigmas. “A resolução deste tipo de jogos requer a aplicação de técnicas de análise de casos. Se bem que, num estágio básico, o jogador está fazendo lógica e estimulando assim seu raciocínio. Com relação aos videogames, existem muitos deles que exigem resolver problemas tais como acomodação de cubos, por exemplo, o Sokoban, cuja resolução requer e estimula o uso do raciocínio lógico”, diz Coniglio.

7. Cubo Mágico – por fim, recomenda-se tentar solucionar o cubo mágico, um quebra-cabeça tridimensional que exige concentração, memória e raciocínio matemático puro, explica Carnielli.

Fonte: Info Money